Arquivos de Tags: hardware

Processadores ARM é poder e economia

Muitos estão apostando no poder de fogo e economia de energia dos processadores ARM, onde em um futuro próximo usarão os servidores HPC baseados com este processador, isso dará poder de espaço e de quebra economia de energia para empresas sem baixar muito o poder de processamento unitário!

Logo dos processadores ARM

Logo dos processadores ARM

Os sistemas operacionais suportam processadores ARM

E a turma do GNU/Linux, como o Ubuntu e Fedora, estão em desenvolvimento dos seus sistemas da área de servidores com suporte a processadores ARM pois com resultados práticos e economia de manter os mesmos serviços. E você precisa de um PC? O Meiobit preparou este artigo que contém um vídeo, em situação doméstica, gastando apenas 2 watts!

Agora mesmo lembro que o meu celular tem dual core de 1.2GHz, tem poder de um Desktop de 4 anos atrás. Já parou para imaginar?

O Raspberry PI

A plaquinha Raspberry PI, que tem custo estimado em 25 Obamas (a.k.a US$25). Com todo peso de nossas taxas de importação pesada ainda compensa levar para casa por menos de 300 Dilmas (a.k.a R$300) e muitos aceitam pois ainda está em conta!

Com processadores ARM montaram um HPC

Com processadores ARM montaram um HPC

Na foto ao lado da matéria do Engadget, pai e filho montaram um HPC com esta famosa plaquinha, e utilizaram lego par fazer os suporte para ficar organizado. Agora meus caros leitores será que dá para revolucionar a informática na área de desktops e servidores?

A pergunta paira no ar e aí para você meu leitor concordam?

Espero que este texto abre ideias para aplicação desta ferramenta. Abraços e até a próxima!

Redes de computadores — Gênesis

Para descontrair, um “gênesis” de redes de computadores retirado do artigo sobre VLAN no VOL, uns dos assuntos bem interessante que envolve além das VPN e o túnel, também conhecido como PPTP e P2P sendo o mais famoso programa para túnel é o SSH. Ambas as tecnologias são completamente diferentes! Divirta-se com o texto abaixo.

Redes de computadores — Gênesis

No início só existiam computadores isolados e era bom. Disquetes e CDROMs são utilizados para compartilhar dados. Poucos vírus aparecem. O acesso à Internet é discado, quando existe, e a briga pelo ramal é ferrenha!

A situação se torna insustentável e alguém tem a ideia de interligar dois micros via cabo de rede, uma vez que eles já têm a placa de rede “on-board”. Algumas horas depois todos os problemas de interligação são superados e a comunicação ponto a ponto começa. Um sucesso!

Mais pessoas querem entrar para a festa e resolve-se então comprar um hub. Afinal, jogar Quake em rede é muito mais divertido! Alguns dias de implantação e a rede local nasce. As máquinas não têm funções específicas e algumas delas são usadas para compartilhar informações.

O infeliz que usa a máquina onde estão as informações compartilhadas começa a reclamar. Ele não pode dar nem um boot na máquina sem que alguém ligue imediatamente depois que ele clicou em “reiniciar”. Eventualmente ele esquece e a desliga na hora de ir embora, sendo amaldiçoado através de “post-it”s mal criados deixados na sua mesa. Sem falar no dia que ocorreu um problema de hardware e todo mundo ficou sem acessar as informações enquanto o problema era solucionado. E a impressora compartilhada então? Ninguém suporta mais, principalmente a pessoa que fica no micro onde ela está ligada. “Precisamos de máquinas dedicadas”, dizem todos em coro. “Precisamos de um acesso melhor à Internet”, lamentam outros. “Este hub está uma droga”, pragueja mais um.

Não tem mais volta, a empresa está crescendo. Alguns servidores aparecem. Um switch comum é comprado para melhorar o desempenho da rede. Decidem contratar um serviço de acesso à Internet. A pessoa que mais “manjava de informática” assume a responsabilidade de cuidar da rede, obviamente sem que nenhumas das suas atribuições antigas fossem removidas.

A expansão continua: mais máquinas, outras sub-redes, novos switches. O “administrador da rede” um dia acorda mal humorado e dá um ultimato no gerente: “Ou eu só administro a rede ou vocês contratam alguém, não tem mais condições, não consigo mais trabalhar”. E assim nasce o cargo de administrador de redes da empresa.

Agora livre das amarras da sua antiga função e com algumas promessas de treinamento, o novo administrador começa a fazer melhorias, aprimorando e organizando a rede local. Pesquisando sobre equipamentos de rede ele descobre que alguns switches podem ter uma tecnologia chamada de VLAN (Virtual LAN, ou Redes Locais virtuais).

“Gênesis” das redes de computadores

Para resumir a VLAN tem finalidade, de exemplo hipotético, de uma filial e uma matriz tenha o mesmo na mesma rede e nível de IP. Que diferentemente da VPN que encontramos por aí, que faz forward de dados de duas redes distintas e muitos administradores de rede desconhece o uso deste recurso de rede.

O objetivo foi a descontração e resultou o aprofundamento em redes de computadores e então façamos conhecer as origens! Por gentileza levar a esportiva este conteúdo!

[UPDATE 18/09/2012 0:10]

RETIFICAÇÃO: A VLAN é uma área da VPN!

Esquema básico de VPN

A VLAN or Virtual Local Area Network is a subcategory of VPN

Sistemas 64 bits — Vale a pena migrar?

A boa é que vale a pena sistemas 64 bits. Olha que uso sistema baseado em 32 bits e minha maquina já está fazendo 8 anos de guerra e bate firme, um Dell Latitude 120L, e pior não perde nada para uma recente. Claro que fiz alguns updates como memória e HD. A pioneira dos sistemas 64 bits é a AMD e por isso até hoje é retratado amd64, mas não venho falar de história!

O bom dos sistemas 64 bits!

Por um lado a migração dá grande folego de processamento, logo é o dobro de informação processadas no mesmo tempo. Mas tem pecado muito em quantidades de aplicativos voltados para esta plataforma, inclusive sistemas ERP(para quem não sabe Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), em inglês Enterprise Resource Planning) e muitos outros voltado para o uso comercial. feitos em VB e DELPHI e acredito que estas linguagem mais comerciais deveria ter compiladores para 64bits, e outra critica que os componentes visuais ficaram para trás.

AMD, pioneira em sistemas 64 bits

AMD, pioneira em sistemas 64 bits

A variedades de aplicativos para o 32 bits é vasta e muita gente apostando em usar maquinas virtuais para fazer a portabilidade de suas aplicações sem dores de cabeça! E ainda bem que os sistemas ainda mantém estes códigos legados, não mais! Temos que evoluir, não é? Precisamos produzir para sistemas 64bits se quisermos aposentar o legado e este suporte está deixando de ser obrigatório já faz alguns anos.

Eu particularmente fico ainda com 32bits mesmo que a minha bateria já não existe, então é um desktop. Estender até onde esta tecnologia aguenta, basta sempre ter um sistema atual para a maquina.E preparem que estou elaborando um texto para um novo player nos mundo dos processadores, o ARM!

PS: Não é plágio e sim um texto original e sua ideia baseia Ubuntu 32 ou 64bits (Reloaded)!

OpenGL com gás todo!

webGL, o braço de gráficos 3D do openGL para a web

webGL, o braço de gráficos 3D do openGL para a web

A dica é quente! Postei no meu twitter @_farribeiro que agora o OpenGL, que é uma solução opensource, que bate frente a oferta da Microsoft e a sua versão atual se equipara ao recentíssimo DirectX na versão 11

 OpenGL estende ao WebGL!

Como postei o mais recente sobre os navegadores até eles são beneficiados por estes toolkits gráficos. No caso Firefox e o Chrome que tem a implementação do openGL para os navegadores, o WebGL, e o DirectX para o Internet Explorer 9.

Prepare os bolsos, para comprar, placas que suporta a mais recente API de gráfica que é padrão principalmente em ambientes que não é da Janelas e o mundo precisa de disputa e variedade para ter uma ter uma uma evolução do ramo gráficos!

Cada um com sua aposta!

ESD e perdas de equipamentos

ESD é de deixar de cabelos em pé!

ESD é de deixar de cabelos em pé!

ESD ou Descarga eletrostática, é uns dos maiores causadores de perda do equipamento eletrônico, ocorre sempre no manuseio do equipamento seja no campo, na armazenagem e principalmente em laboratórios.

Principalmente aqueles que irão fazer reparos em placas mães e outras peças onde a maioria das empresas de informática descarta a peça defeituosa, em sua maioria das vezes por falta de equipamentos e materiais apropriados para o reparo e exige um profissional para esta atividade, simplesmente ser inviável ao negócio sendo mais apropriado a substituição e condenando a peça defeituosa.

Prevenindo o ESD

As maior fabricante de chip para computadores, tem se preocupado sobre este tema e lançou em diversas mídias sobre o tema, no documento tem bons motivos sobre a prevenção deste problema!

O vídeo que deixo abaixo é voltado para áreas controladas de ESD, ou seja, principalmente laboratórios. É interessante ao profissional ter ciência deste artefato evitando dores de cabeça futuramente.

Abraços e até a próxima!

[UPDATE: 05/01/2013 22:35]

Foi colocado no MeioBit o post “Eletricidade Estática: Manual de como não usar” nele tem um vídeo de uma pessoa totalmente despreparada para manejar, segue video abaixo e crédito ao Carlos Cardoso pelo material elaborado!

Otimizando desempenho de redes

Toda rede, interna ou externa, precisa de ações para bom aproveitamento como otimizando desempenho de redes. Entretanto precisamos não só apenas na dos servidores e assim também no webapp sem esquecer o banco de dados.

Otimizando desempenho de redes!

Na computação existe algumas premissas para obter bom desempenho, seja para uso em desktop(muito utilizado no contexto doméstico) e também em servidores e como base da maioria aplicações em servidores resume um serviço HTTP entretanto as demais pode servir para outros temas:

  1. Cache
  2. Bom equipamento
  3. Sistema bem configurado

Cache

Wikipedia escreveu:

Na área da computação, cache é um dispositivo de acesso rápido, interno a um sistema, que serve de intermediário entre um operador de um processo e o dispositivo de armazenamento ao qual esse operador acede. A vantagem principal na utilização de uma cache consiste em evitar o acesso ao dispositivo de armazenamento – que pode ser demorado -, armazenando os dados em meios de acesso mais rápidos.

Consegue baixar consideravelmente a carga do equipamento e do sistema ficando até ocioso? Isso é os segredo de toda e qualquer otimização. No servidor, podemos usar o Varnish Cache ele tem bom apelo para páginas estáticas e também com poucas atualização, colocando na memória RAM economizando tempo de I/O do HD que é lento, tem poder de processar mais de 1000 usuários simultaneamente.

Para webapp, também podemos utilizar cache fazendo que somente coloque na memória caso alguma informação foi modificada no banco de dados. O meu xará ensina bons truques de otimização dos webapp usando ETAG para geração da página e mencache para cache em RAM via aplicativo.

Um fato curioso é que atualmente as grandes corporações estão utilizando sistemas de banco de dados orientado a documentos(não relacional) tais como o couchdb, o mongodb e cassandra que tem mais desempenho aos relacionais porém perde para manutenção do banco, o cenário já está mudando!

O Bom equipamento

O que adianta um bom sistema se o que deixa na mão é justamente o equipamento, com qualidade duvidosa e baixo rendimento!

Sistema bem configurado é a(l)(r)ma do negócio!

Leia a vontade, alma ou arma 😉 , com o sistema bem configurado consegue extrair o máximo de seu equipamento levando-o a sua carga máxima.

Nesta notícia não muito recente os responsáveis pelo o Google afirma que não possui o melhor equipamento do mercado para os servidores e seus hardware são de baixo custo com qualidade mas extrai até a ultima gota. Com o sistema bem configurado, também uma Otimização, seu desempenho pode chegar com hardware modesto grandes quantidade de dados processados e consultas na rede ou mesmo na internet

Na internet excesso de velocidade não mata e respeito no transito

Na internet excesso de velocidade não mata e respeito no transito

Para cache no servidor, um site que é a situação mais aplicadas, entretanto o servidor em seu principio é para páginas estáticas. Que não exige processamento somente a entrega do conteúdo. E a internet nos dias atuais é dinâmica então precisa de cache na frente, no meio e atrás (ui!) 😛

No meu pequeno servidor na mesa

No meu desktop em casa apenas utilizo o cache DNS, como utilizo Linux é o DNSMASQ que otimiza a consulta para menos de 1ms, não demorando para baixar o endereço solicitado. Entretanto tem outros cache que faz a otimização dos dados. Também apliquei otimização no meu navegador em prol do download concorrente de um site, conhecido como http pipeline que é uma técnica que dispara muitas requisições simultaneamente ocorrendo o download concorrente.

Mensagem para aqueles que fica presos no transito

[Update: 27/7/2012 0:00]

Servidores secretos do Google são construídos no escuro

Baterias use o total da eficiencia

As baterias, principal dos celulares mais modernos, tem a autonomia pífia devido ao seu poderoso processador que não chega a durar um dia. Devido ao ao uso e muita vezes passa despercebido enquanto nós resmungamos fazer um pouco mais.

O aproveitamento das baterias

Ao contrario de muita gente acha as baterias são boas, isso tem influencia no uso do equipamento, e que o consumo não constante não dá prazo certo para uma nova carga. Seu consumo está na maioria das vezes ligado a tela, mas esquecemos de que os aplicativos com o equipamento ocioso está em ativa consumindo baterias e esse é um dos fatores que pode maximizar a carga. É um “Instant Messenger” na escuta ou mesmo um recurso ligado e desnecessário. Como disse anteriormente, faça KISS 😉

A pilha, como todas as baterias é lixo eletrônico

A pilha, como todas as baterias é lixo eletrônico

Também existe um truque no carregamento da baterias, no post Notícia do dia: A polêmica da bateria do iPad retirado do Meiobit que os fabricantes colocam o 100% um pouco abaixo, e é sabido que todas as baterias tem a sua vida útil e degrada a cada utilização fazendo que tenha poder de carga 80% ou 70% de sua totalidade original.

Conclusão

Entretanto devemos zelar para que tenta uma boa vida útil para daqui alguns anos para troca do aparelho, é isso o que mais ocorre do que trocar a bateria, e depois que não puder mais o que fazer não descarte-o no lixo comum pois é prejudicial à saúde, além que matéria prima para fazer os eletrônico provem da natureza e não decompõe. Recomenda-se utilizar a reciclagem e isso gasta se energia, necessitando de novos produtos químicos envolvidos e assim tudo se transforma!

Para brincar, o feito do Manual do Mundo em dizer: Gerador de energia infinita (é fake ou não?)

Nuvem de computadores para todo lugar!

Computador indo para nuvens de computadores :P

Computador indo para nuvens de computadores 😛

Nuvem de computadores ou Cloud Computing é um termo tecnológico que designar em sua essência, algo que não existe fisicamente, e acontece é muitos marqueteiros disseram que o nome “cola” comercialmente pegando muitos desavisados de paraquedas achando que tudo é farinha do mesmo saco porém não é! E como tudo foi rebatizado como uma só tecnologia os bastidores pouco muda de forma na utilização desta nuvem de computadores, quero deixar claro que em minha opinião que a nuvem por mais que avance não consegue substituir a velha guarda dos servidores dedicados.

Nuvem de computadores como webapps

Mesmo no começo da década já existia as famosas webapps, o SaaS(software as service), hoje principalmente remete ao Google Drive, a princípio no começo da bolha da internet era muito tímida e com poucos recursos, é o seu aplicativo na web independente do sistema operacional tudo executa através do navegador, ainda hoje suas funções têm limitações mas teve um grande salto em decorrência da otimização da linguagem Javascript.

E neste esquema você contrata o serviço pronto, manutenção do serviço fica a cargo de quem oferece o serviço e é comum pagamento de assinaturas para uso.

Nuvem de computadores como plataforma

Com a sigla PaaS(plataform as service) é neste esquema você tem o acesso para desenvolver na infraestrutura do provedor que foi contratado entretanto deve seguir a forma imposta por ele, digamos assim… boas praticas, ele te fornece um kit de aplicativos que simula o ambiente de produção.

Nesta situação, com pouca flexibilidade por causa das limitações e dependente do que o fornecedor oferece, pode ficar a desejar o seu desenvolvimento caso o mercado faça alguma mudança de paradigma.

Nuvem de computadores como infraestrutura

Nuvem de computadores feito com desktops, os famosos clusters

Nuvem de computadores feito com desktops, os famosos clusters

O Virtual Private Server é o produto  do IaaS (Infraestruture as Service), em português Servidor Privado Virtual ou simplesmente maquina virtual, também é considerado nuvem de computadores e seu esquema é basicamente um servidor(hospedeiro) para servir os diversos servidores “semi-dedicado”(convidado) do seus clientes.

Sua vantagem é o cliente tem total autonomia e a escolha do que executar no seu espaço. Existem diversas formas de controle de conta, varia de provedor, entretanto o usual é um painel e assim que a sua nuvem de computadores fica online pode utilizar o famoso SSH para ter acesso a ela, use meu script que está no blog para facilitar o uso desta poderosa ferramenta.

Conclusão

Quer produtos prontos para ser usado pagando uma taxa? O Google oferece um pacote para empresas, que podem utilizar do e-mail, calendário e possível criar uma intranet com o Google Sites. A Microsoft também oferece o pacote Office365. Para maioria dos casos a soluções SaaS supre as necessidades básicas de um escritório comercial. As demais é para quem deseja mais customização dos sistemas que usa.

PS: Ficou curioso para saber como fazer um imenso servidor como na foto? Estou preparando um artigo que mostra a sua funcionalidade, e para dar mais gostinho permita eu usar o Google para você sobre cluster beowulf e também sobre uma boa consulta é sobre HPC.

Acesso remoto com Intel VPRO™

O selo da segunda geração dos Core iX da intel e com acesso remoto embarcado

O selo da segunda geração dos Core iX da intel e com acesso remoto embarcado

Quer fazer um acesso remoto? Esta tecnologia embarcada via hardware pode solucionar muitos problemas e continue lendo não irá se arrepender!

[POST ORIGINALl: 05/12/2011 – 7:47]

Gostaria de compartilhar com vocês meus caros leitores esta tecnologia provida pela fabricantes de chip INTEL, quero mostrar na pratica uns dos recursos que é possível para suporte remoto, eu particularmente deixei passar batido porém a rever o que realmente é, grande valia.

Não dependendo que o S.O. esteja operacional, é uma tecnologia incorporada ao hardware dando até possibilidade de acesso a BIOS da maquina em questão e fazer instalações de sistemas em local totalmente remotos, com o acesso remoto da Intel.

O acesso remoto embarcado demonstrado

Vou deixar um vídeo de introdução pela REALVNC mostrando o suporte remoto. Bastando o terminal estar ligado em rede e o suporte com programa específico isto torna-se possível fazer as intervenções para solucionar os problemas.

No próximo vídeo demonstra a instalação a possibilidade de instalar um sistema remotamente:

Lembro que em caso de falhas de hardware terá que fazer o deslocamento até o cliente para reparo ou substituição do mesmo. Espero que seja de grande valia este texto e muita gente rejeita uma novidade, que a ideia de mostrar na pratica o funcionamento deste recurso voltado para o ambiente corporativo atinja até pequenas e medias empresas para ajudar o pessoal que está cuidando do parque e ter mais velocidade na solução com menos perda de foco.

PS: Somente reconheci este recurso recentemente e deve ter mais como inventário do parque computacional reportando alteração no hardware para o responsável.

[UPDATE: 27/02/2012 23:00]

Acabei encontrando um vídeos em português da própria Intel demonstrando casos mais realistas, espero que goste

O acesso nessas condições era algo impensável, nesta situação deve ser a porta de entrada para buscar soluções relativas, que já estava implementadas anteriormente

Porém deixo a critica de que rebatizar uma funcionalidade, tal como Steve Jobs, deve ter os devidos créditos mas nada impede de aprimorar tais recursos, deixo alguns exemplos de funcionalidades já relativas antes da tecnologia VPRO

  • PXE BOOT — Para dar boot remotamente, muitos utilizados em terminais burros / Terminal Server
  • Wake on Lan — Para “acordar”(no estado desligado ou standby) o equipamento, útil para missões de uso computacional fora de horário comercial

Fica aí a dica!

Media center para seu PC

Este é o verdadeiro media center

Este é o verdadeiro media center

Este artigo é uma extensão do artigo “Organizando seu acervo”, nele vou tratar sobre software para media center e abordagem de algumas tecnologias de mídia. Hoje em dia está se popularizando o meio de distribuição de enterimento, tais como músicas e filmes, via internet. No exterior é uma realidade e enquanto para nós é inviável por motivos alheio a exploração de nicho.

A primeira vista, parece que esse povo não se cansa de reinventar coisa que já existe e vender com outro nome para dar sensação de novo. Então escrevo uma linha de pensamento para a melhor solução para investir em sua sala de visita

Era uma vez… Streaming

Num tempo não muito distante, já em meados de meados de 1998, já tinha soluções de streaming ao vivo, em sua época extremamente inviável com total dependência de evolução que somente acordou para o aquecimento muitos anos depois. Tinha viabilidade na época apenas rádio onlines e alguns bravos canais de televisões e ainda hoje tem deles pelo mundo afora que são chamado de IPTV

A evolução chega até operadora de TV a cabo, oferecendo um box ligado a sua internet banda larga. Até a chegada de uma empresa que revolucionou os conceitos de produção abrindo espaço para armadores e produções independentes, o youtube, nos primeiros anos era incerto o produto .Um outro stream que emergiu, mas não entra na jogada, é o de telefonia com o veterano Skype, oferecendo conversa grátis para usuários de seu aplicativo e posteriormente abriu um concorrência com preços extremamente baixos que as telecom praticavam. Hoje ainda se pratica estes preços, disfarçados com promoções intermináveis para barrar o avanço da telefonia voIP e mesmo com promoções o voIP ganha em diversos aspectos.

Media center em boxes, os mais falados

Vamos falar da Apple, no principio, as tecnologia que já estava disponível antes mesmo do lançamento foi falado anteriormente. Abordaremos o AppleTV a solução da maça nada mais é um box rodando sistema embarcado que é praticamente o mesmo no iPhone, com HD, com acesso a iTunes Store, a mesma usada para os aplicativos do iPhone, semelhante ao esquema PPV(pay-per-view), chamado on demand, mas você compara a obra e fica em seu disco rígido. Tem total integração com produtos da marca, portanto pode ter dificuldade fazer equipamentos de outras marcas, foi homologado para venda no mercado brasileiro nesta semana, conforme anunciado no Meiobit.

O GoogleTV, também está na dança e escorrega um pouco… mas está bastante promissor, devido seus parceiros não estão abandonando o projeto, como ainda brotando no mercado norte-americano vai demorar um pouca para chegar em nossas bandas.

Já nos console para uso como media center tem boa aceitação mas o seu objetivo é outro, pode ser usado para solução, dispensa apresentações.

Isso ficaria sem graça que você não tiver que montar o seu próprio media center, com uma solução livre, vá ao “micreiro” de sua confiança e peça um hardware bom em um barebone e instale o XBMC e conecte no seu telão de LED 52″, é uma brincadeira sobre o telão já não precisa de tudo isso, pelo menos utilizar a entrada HDMI para ter um boa imagem e abaixo deixo uma apresentação do XBMC:

Soluções off-the-box

Estas soluções são até independentes no equipamento que o cliente usa, o comentado neste tempo é o NETFLIX, é uma locadora de filmes pelo correio(somente EUA) que resolveu expandir seu ramo de atuação fazendo entrega on demand ou streaming via web, está caindo no gosto do povo, e desembarcou no nosso país recentemente. é cobrado pelo serviço com preço sedutor.

As smartTV estão na arena disputando a preferencia pela vantagem de comunicar com PC em sua mesa dispensando um media center, isso implica as vezes em gargalos em seu desempenho já que não existe um hardware dedicado para tal e provavelmente armazenamento para acesso na smartTV. Como toquei no assunto de smartTV segue um media server também opensource para você assistir seus vídeos nela e nos consoles, projetado inicialmente para PS3 e suporta uma variada gama de dispositivos compatíveis, vai lá e confira PS3 media server.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE